Comendatemplariadesetubal's Blog
Non Nobis, Domine, Non Nobis, Sed Nomini Tuo da Gloriam

– Perseverança e Determinação

Para que o Cavaleiro Espiritual possa realizar a Obra que lhe fora outorgada por Deus, não lhe basta ter somente o Divino poder da “Força de Vontade”. Pois, há Homens que canalizam todas as suas energias para a realização dos seus projectos, à partida, cheios de bons ideais e de boas intenções, mas que por ignorarem o rumo que devem seguir para os concretizar, dispersam-se e acabam por ser vencidos nas suas boas intenções. Pelo que a existência duma Inteligência Cultivada, será muito útil para a sua concretização, e torna-se num precioso auxilio para o triunfo da “Força de Vontade”.

 O Cavaleiro Espiritual que quer triunfar na Vida tem que ser também “Perseverante” e “determinado”, uma vez que o Homem Perseverante finaliza sempre o trabalho a que se comprometeu. E, porque o Homem Perseverante, é ao mesmo tempo racional, por isso, sabe reconhecer as fronteiras dos seus limites, subordinando-se sem contestações a estes, não se sobrecarrega com preocupações e inúteis ansiedades. Logo, está mais disponível para o que é essencial. Por outro lado, o Homem Perseverante, também é confiante, o que o leva a enfrentar os desafios que lhe aparecem com muita determinação, optimismo, e bom humor.

 Claro que para se ser Perseverante e Determinado, é necessário ter uma “Vontade Activa” interior muito forte e indomável, que também é um dom herdado de Deus. Contudo, é uma qualidade que também se pode cultivar, através da obtenção de quatro factores de realização, são eles:

  • Aspiração;
  • Firmeza de Ânimo;
  • Alegria, e;
  • Descontracção.

– Com a Aspiração, o Cavaleiro Espiritual desenvolve a indispensável motivação para atingir os objectivos que planeou, ao mesmo tempo que desenvolve o indispensável auto-domínio e a necessária paz interior para a execução desses mesmos objectivos;

– Com a Firmeza de Ânimo, o Cavaleiro Espiritual consegue a estabilidade que lhe permitirá realizar os seus propósitos;

– Com a Alegria, o Cavaleiro Espiritual obtêm a satisfação, a disposição e a necessária leveza do espírito para a conclusão da tarefa a que se propôs;

– Com a Descontracção, o Cavaleiro Espiritual para além de conseguir obter a espontaneidade, obtêm também a tranquilidade e a indispensável confiança nas suas capacidades. E, como a descontracção gera sempre boa disposição, será através deste factor, que ele transmitirá aos demais que está em paz consigo próprio e com o Mundo! Numa mensagem profética de que Deus está dentro de si, e que por Ele a todos saúda, ao mesmo tempo que dele transfere Deus para todos os que com ele cruzem!

Em suma, para a concretização da Grande Obra por Deus outorgada, temos que ser Perseverantes. E, para sermos deuses em potência e em acção, temos que ter o Divino poder da “Força de Vontade”.

 

Oliveira Pereira – KCTJ

 

 

 

%d bloggers like this: